.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2004

Tarde demais

alone1.bmp

Naquela noite ele chegou tarde.
Como em tantas outras noites
Demorou-se em conversas,
Entre amigos, entre copos.
Não pensou nela, não quis pensar nela,
Não quis ver a mesa posta para dois.

Naquela noite ele chegou tarde,
Mais tarde do que o costume.
Abriu a porta de mansinho e entrou.
Sentiu o frio e o escuro da casa,
Chamou-a pelo nome, e tornou a chamar
E só o silencio ecoou a resposta.

Naquela noite ele tinha chegado tarde.
E encontrou a casa vazia sem ela,
Duas linhas num papel falavam
Do cansaço e solidão de quem espera
E desespera por quem demora a voltar.

Hoje, mais uma vez, ele chegou tarde
Tal como ontem, e certamente amanhã.
E tal como naquela noite o jantar vai esfriar
Mas e mesa está posta para um.
Um que sabe, um que recorda e lamenta
Que naquela noite chegou tarde.




escrevinhado por Mikas às 19:30

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 18:20
O medo da solidão é um dos principais tormentos que nos tocam, no entanto, nada fazemos para que o fim da história seja diferente...pedevento
(http://pedevento.blogs.sapo.pt)
(mailto:mardapalha@hotmail.pt)


De Anónimo a 22 de Dezembro de 2004 às 23:54
????
Merda!
Assim fazes-me confrontar os meus medos... todas as pequenas coisas que refazem uma memória recente.. e um futuro que se avizinha..
A mesa...posta para um.. navega num sabor a sal amargo temperado demais pela solidão... e a comida... é tão dura...de engolir..
Tão pesada de digerir... tão... tão perfeito o que escreveste.Gitano73
(http://nofundodagarrafa.blogs.sapo.pt/)
(mailto:elgitano1973@yahoo.com)


Comentar post

.subscrever feeds