.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2004

Gracias a la vida.

helianthus.bmp

Tenho momentos em que me olho ao espelho, vejo uma ruga e resmungo contra o passar do tempo. Depois vem-me à lembrança o rosto daquele homem que vi hoje na rua, marcado barbaramente pelo fogo e penso "De que te queixas tu, mulher?".


Por vezes o cabelo não fica como eu quero, e não gosto da cor que escolhi. E depois vejo uma reportagem na TV, com os meninos no I.P.O., vejo-lhes o cabelinho ralo da quimioterapia e penso "De que te queixas tu, mulher?".


Há dias em que a dor no joelho me aflige particularmente e me lamento da minha infelicidade com um "porquê eu, porquê eu?". E depois, ao saír duma loja cruzo-me com uma jovem de canadianas, perna esquerda amputada e penso "De que te queixas tu, mulher?".


Em certas alturas lamento-me porque ganho pouco e trabalho muito e não me dão o devido valor. E depois nas noticias vejo que fechou mais uma fabrica, e leio o desespero e o medo nos olhos daquela gente e penso "De que te queixas tu, mulher ?"


Dou comigo amiúde a queixar-me que o dinheiro não dá para nada. E depois passo pelo desgraçado que dorme na casa em ruinas, veste-se de farrapos e come os restos que mais ninguem quer, e comparo com aquilo que eu tenho e penso "De que te queixas tu, mulher?".


Por vezes farto-me de ralhar com os filhos porque são desarrumados e não ajudam em nada, só me dão trabalho. E depois lembro-me que nunca se meteram em encrencas, são bons alunos, saudáveis e doces e que os amo mais que tudo. E comparo com a dor daquela mãe cujo filho desapareceu, ou da mãe cujo filho se perdeu pelos caminhos da vida e vejo como sou afortunada e abençoada e realmente não tenho nada de que me queixar.


Gracias a la vida, que me ha dado tanto.. (Joan Baez).

escrevinhado por Mikas às 11:19

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

.subscrever feeds