.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2005

Ginásio - Parte I

backpain.gif

Eu vou ao ginásio. Melhor dizendo, eu pago a mensalidade e vou lá, às vezes. Aliás, eu juro a mim mesma, ao passar o cheque todos os meses: "Este mês vou certinha, não falho nem um dia!". Pois...

Mas o assunto da escrita não é a minha malandrice instalada, mas sim os frequentadores do Ginásio.

Hoje, vou mandar uns bitaites acerca das Mulheres do Ginásio.

Na categoria "Mulheres" temos diversos ramos.

As que estão na casa dos vintes geralmente só vão ao ginásio por 4 motivos: ou para conhecer gajos musculados, ou para terem oportunidade de vestir aqueles fatinhos coladinhos e reveladores, ou, no caso das mais redondinhas, para abater um pouco as banhas. O quarto motivo é o mais maquiavélico: São as gajas magras, que só lá vão para fazer raiva/inveja às gordas. Malditas!

Na classe das trintonas temos 2 ramificações: as livres (solteiras, divorciadas ou viúvas) e as ocupadas (casadas, amigadas, ou que namoram firme). Nas livres, as motivações são mais ou menos iguais às das mulheres de vintes, mas com muita mais intensidade, dado que uma gaja de 30's tem muita mais escola de vida que uma de 20's, mas não tem nem metade da escola que uma de 40's, e daí muitas vezes estampa-se toda ao comprido. Se for boazona, move-se tipo felino e caça sozinha. Se for menos prendada fisicamente, ou se for mesmo trambolho, tem tendência a juntar-se à manada.

Se a trintona for ocupada podemos subdividir em 2 categorias: as bem ocupadas e as mal ocupadas. Quanto às bem ocupadas, nada a dizer. Vão, fazem o que tem a fazer e voltam para casa. Já nas mal ocupadas temos comportamentos fascinantes. Há as que estão ali genuinamente só a fim de exercitar o corpo.. mas engraçadas são mesmo as que estão ali para inspeccionarem o material masculino e se pavonearem. Vê-se de tudo um pouco. Há as que usam as calças de ginástica tão coladas que mais parecem uma segunda pele, semi-transparentes, com o fio dental ou a asa delta em evidencia, soltam o rabo-de-cavalo e sacodem o cabelo mal o bonzão do Gym entra na sala, e deitam olhares libidinosos aos rapazes enquanto fazem o exercício naquela maquineta de abre-pernas fecha-pernas que eu não sei como raio se chama. Não cuidem que estou a exagerar. Eu conheço uns especímenes destes e já assisti in loco a estes comportamentos..

Há as da casa dos 40 a 50, com um ror de quilos a mais, cheias de dores na coluna, e que andam ali na (quase sempre vã) tentativa de abater ao peso. Geralmente são inofensivas, fazem os 25 minutos na passadeira enquanto conversam com a parceira do lado, saem dali vermelhas e suadas como um bacorinho e dirigem-se rapidamente para o duche, que estão com pressa de ir dar o jantar ao marido e aos filhos. É obvio que as calorias da pratada que ingerem ao chegar a casa vai exceder em muito as míseras 120 calorias queimadas no tapete.

Nos balneários também é engraçado. As mulheres levam a perfumaria toda para o ginásio. Champô e gel de banho seria perfeitamente normal. Mas elas levam TUDO ! Cremes, óleos, esfoliante, sprays, desodorizantes, bálsamos para os pés, perfume, até pó de talco!

Algumas, na ânsia de tanta tralha levarem no saco, esquecem-se é de meter lá o mais importante: um par de cuecas limpas, para vestir depois do banho...



escrevinhado por Mikas às 15:42

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2005

Tadinhas das criancinhas

desenho.jpg

Desde a altura em que o ser humano evoluiu a partir do macaco (ou para os que acreditam em balelas, desde o tempo de Adão e Eva), que temos filhos, educamo-los e criamo-los o melhor que sabemos e podemos.

Cuidar dos filhos é uma coisa inata para a enorme maioria da gente. Entre beijos e raspanetes, carinhos e sapatadas, sermões e ajuda, o mundo vai sendo povoado por novas gerações, duma forma natural e saudável.

No entanto, parece que há pessoas que ficam lixadas quando verificam que as coisas vão rolando com naturalidade. E vai daí resolvem inventar.

Primeiro tivemos o tarado do Freud, que via no gesto puro do bebé a mamar no seio da mãe algo de sexual. Bolas, é mamar para encher a barriga, ó Freud! A ligação seio-sexo só surgirá mais tarde, acredita.

Depois tivemos o Dr. Spock, um super-inovador no final dos anos 60, princípios de 70. Os pais hippies deliravam com as teorias do homem. Se eu não soubesse melhor, ia jurar que o fulano era parente do Mister Spock, o Vulcano da Nave Estrelar Enterprise. Era só delírios alienígenas.. Para quem nunca o leu, recomendo. É melhor que os Malucos do Riso.

Mas passemos ao tempo presente. Agora é que temos pano para mangas!

Começa logo pela criancinha ainda na barriga da mãe:
- Temos os malucos da clonagem, que se preparam para fornecer criancinhas por catálogo. Escolhes se queres menino ou menina, escolhes a cor dos olhos e do cabelo, escolhes o formato das orelhas. Se isto for avante, daqui a uns anos temos o mundo habitado por gente toda parecida, seguindo os padrões de beleza estereotipada.

- Temos outros ainda mais malucos: Agora, andam a afirmar que o contacto da grávida com golfinhos é muito bom para o bebé (eu vi numa reportagem na TV). Eu digo-vos, este mundo está marado. Ou então eu sou de Júpiter e nem me apercebi. Como raio é que o puto vai adivinhar que a mãe está a afagar o focinho do golfinho para isso o afectar? E porquê os golfinhos? Não podia ser um bicho mais acessível, que toda a gente tivesse em casa?

- Os cursos de puericultura: Ah... até fico banzada. É preciso tirar um curso para mudar uma fralda ou para dar o peito ou o biberão ? Custa muito entender que se a criancinha está mijada ou com a fralda suja (vulgo borrada), convém mudar os cueiros ao catraio? Estas coisas são básicas e quase instintivas. Além do mais, as nossas mães, avós, tias, irmãs mais velhas e vizinhas que já passaram pelo processo estão cá para tirar duvidas. As nossas tetravós não tiraram nenhum curso e lá se safaram.

- Depois temos a sublime tortura - os concertos de musica clássica para os pequenos. Mas quem seria o cromo que se lembrou desta? Entre Mozart e As musicas da Carochinha, o que acham, sinceramente, que o miúdo prefere? Entre estar sentado - mesmo que no chão sobre almofadas fofinhas - a ouvir violinos e violoncelos, ou andar no jardim a correr, a sujar-se todo e a rasgar as calças, que acham que o puto prefere? Não sejam cruéis!

- Evoluindo, e já com a criancinha na escola primária é atacado por todos os lados. Não lhe dão um minuto de sossego. Vai às aulas, depois vai para as OTL's. Depois já tem de aprender inglês e mais as aulas de musica. Elas tem de ir para o ballet. Eles para um desporto qualquer. Todos tem de ir para a natação. Na maior parte das vezes a criança não foi sequer consultada se está a fim de fazer estas coisas. Chega ao fim do dia e não teve tempo só para brincar. É o mal dos pais projectarem nos filhos os seus desejos. É o mal de porem os filhos a fazer aquilo que eles gostariam de ter feito.

- Também acho graça aos que vigiam com olhar de ave de rapina tudo quanto as suas crianças podem e não podem ver na TV. Hello...está aí alguém dentro desse craneo ? Milhões de miúdos viram os Dragon Ball e nem por isso desataram por aí a chacinar os colegas. E além do mais, o Coyotte também tentava chinar o Beep-Beep, e o Elmer Fudd também mandava balázios ao Daffy Duck e ao Bugs Bunny e nem por isso eram apelidados de desenhos animados violentos. E sobretudo, há que dar crédito aos cérebros dos pequeninos. Eles são crianças, mas não são parvos.

Ao fim e ao cabo, ser pai ou mãe é a coisa mais natural e bonita do mundo. Não deve ser visto como uma coisa muito sisuda e formal. É que pais graves e angustiados dão origem a filhos nervosos e infelizes, e isso não queremos, pois não?


escrevinhado por Mikas às 16:24

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 18 de Outubro de 2005

Harry Potter e o Hás-de levar comigo que te lixas.

potter.jpg

Em Dezembro do ano passado, eu escrevi aqui na muralha que não entendia porque raio de motivo os livros das aventuras do Harry Potter tinham direito a tanta publicidade à borla nos telejornais.

Macacos me mordam, sexta-feira passada foi o lançamento de mais uma dessas maravilhas literárias. E pimba, lá foi motivo para uns bons 15 minutos de telejornal, com entrevista ao fulano da Editora, com o acompanhamento duma "festa" em que uma data de putos vestidos à aprendiz de feiticeiro fingiam que fabricavam poções mágicas, e essa treta toda.

Epá, se fosse uma autora nacional, eu até entendia. . . Nós Tugas enchemo-nos de peneiras sempre que algum de nós dá nas vistas lá por fora. Mas a escritora é bifa! OK, viveu na Invicta, mas acho que nunca chegou a apreciar as Tripas à Moda do Porto.

Se ela fosse boa como o milho, eu até desconfiava que andava a pagar com o corpinho tanto empenho telejornalistico..mas não, nem isso.

Francamente, não entendo. E francamente, estou-e a borrifar. O Potter já fede !

Dasse! Não há pachorra.


escrevinhado por Mikas às 16:33

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 4 de Outubro de 2005

Os penteados deles

hairdo.jpg

A observação dos vários tipos de cabeleira, ou falta dela, ostentada pelos
homens pode constituir uma boa maneira de se passar o tempo e aguçar a veia
critico-cómica. E dirás tu "Esta tipa não tem nada melhor que fazer?". E eu
respondo, ter tenho, mas cada maluco com a sua mania.</p>

- Os que disfarçam as brancas:



 ...Utilizadores de Restaurador Olex - (Ainda há disto à venda?)
distinguem-se por terem o cabelo com um tom algures entre o caramelo e o
castanho claro, especialmente na zona das têmporas. Ficam lindos de morrer.. Não
só pela cor mas também pelo aspecto empapado do cabelo.



... Os que o pintam mesmo, geralmente em tons que não lembram ao diabo. Uns
em preto Asa de Corvo como não existe na natureza, outros num tom Castanho
Acajou mais falso que as mamas da Pamela Anderson. Geralmente compram o Bellady a meias com a mulher e pintam ambos na mesma cor para poupar uns euros. É hilariante.



... Os quarentões que viram louros de repente - São poucos (felizmente) e
vê-se mais este espécimen de cabeça amarela entre os nossos avecs. Geralmente a
oxigenação é feita em casa ou então na cabeleireira lá do bairro, e resulta num
tom de palha horroroso. Acontece que a lourice muitas vezes lhes afecta o
cérebro, e vai daí julgam ter novamente 18 anos e desatam a usar os mesmos tipos
de roupas que os filhos, e toda a gente sabe que t.shirts justas e barriguinhas
de cerveja não combinam.



... Cotas de madeixas - Acho que escuso de dizer mais nada. Deprimente é a
palavra que me ocorre.



- Os que tentam disfarçar a careca



.. Há o clássico. Toda a gente os conhece. É aquele tipo que faz a risca
mesmo por cima da orelha direita e penteia as farripas por cima do topo da
cabeça e em direcção à orelha esquerda. Geralmente as farripas tem aí uns 20
cms. de comprimento para assegurar que conseguem alcançar a meta. Estes homens gastam quilos de laca extra-forte, mas mesmo assim os dias de vento são um
pesadelo. Se tu és um destes homens, deixa-te disso! É muito mais bonito ver a
careca a rebrilhar ao sol do que ver as farripas tesas com tanta laca a erguerem
lateralmente qual O.V.N.I. a levantar voo.



... Há o careca Nova Era - É o tipo que rapa a cabeça toda para disfarçar a
carequinha à S.António.  Geralmente vê-se isto mais entre os homens mais
novos. Há 2 senãos: O tipo que tem o craneo muito torto e ossudo, e o tipo que
tem a cabeça muito pequena em relação ao corpo, que fica a parecer o Mr.
Egg-Head.  Depois há o perigo de levarem um enxerto de porrada se passarem
pela Cova da Moura, mas isso são outras histórias..



... O do capachinho. Até me custa dissertar sobre isto. É que aquilo fica tão
feio, mas tão feio que me faltam as palavras. A ideia de andar com uma coisa
peluda na cabeça, que sabe-se lá do que é feito e por onde andou, dá-me um
ligeiro mal-estar. Para este homem, os dias de vento são ainda mais assustadores
que para o careca das farripas. Por mais forte que seja a Super Cola aquilo pode
voar e ir atingir alguém..Por favor, se usas capachinho queima-o e assume-te
como careca libertado.



- Os tipos de penteados



... Há os que pararam nos anos 50 e  ainda usam poupa à Elvis. Este
penteado é muito popular entre os utilizadores de Robbialac para disfarçar as
brancas. Junta-se o belo ao belo demais.



... Há os que ainda estão nos anos 80. É vê-los com o cabelo curto na frente
e com um rabicho pelos ombros atrás. Este man é o que geralmente veste todo de
ganga, usa a gola da caçadeira virada para cima e as mangas arregaçadas. Não é
invulgar constatar que o tipo usa a unha do mindinho comprida, e calça botas
texanas.



... Há o penteado típico do yuppie - lambidinho com gel, para dar um ar de
perigosa sedução. Se o yuppie for mais rebelde usa o cabelo mais curto e o gel é
aplicado de forma a deixar as pontinhas em pé. Giro, mas previsível.



... O corte à recruta - Giro, se pensares no George Clooney. Medonho se
pensares nos prisioneiros de Auschwitz. Compete ao homem analisar em qual das
categorias se inclui: e não me refiro à beleza nem à feiura, mas tão somente se
tem traços de rosto oval ou redondo, ou se é ossudo - definitivamente rostos
angulosos e ossudos não beneficiam do corte à escovinha.



E que dizer dos penteados dos rapazes mais novos ? Cristas de galo,
tejadilhos achatados com a franja revirada para cima,  rastas sebentas que
devem dar albergue a uma família numerosa de ratos, tranças com fios pendurados,
cabelos com 1 mm. de comprimento e com espirais esculpidas a gilette, ...mas
prontos, são franguinhos novos, e nada lhe fica mal. Convém é tirar umas fotos
para se rirem daqui a uns anos. E convém que daqui a uns anos já tenham mudado
de penteado, que rastas com rugas só fica bem na Jamaica, e punk's not dead, but
it sure smells like it.



 




escrevinhado por Mikas às 11:45

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (5) | favorito

.subscrever feeds