.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Feels like home

 

O teu abraço..
É como voltar a casa e ter…
O aroma dum bolo no forno
Maçãs vermelhas na fruteira,
Paus de canela e cravinho ..
O calor reconfortante da lareira
E os estalidos da lenha a arder.
Os gatos enroscados no sofá,
Uma disco de música suave a tocar.
O cheiro a limão pelo corredor
 Alfazema na sala e rosas no quarto.
Sentir, antes de provar, o aroma de café
Sentar à mesa da cozinha a conversar
E saborear, entre fatias de bolo morno,
As palavras, os sorrisos e as risadas.
Pôr um banho quente a correr
E polvilhá-lo com sais de lilás
Mergulhar no abraço da água
Ficar a ver a dança do vapor,
Desenhar caras no espelho embaciado.
Mais tarde, abrir gavetas e ver
Que tudo está como deve estar
(As lãs, os lenços, as luvas..)
No seu lugar, à minha espera.
É o toque do tapete sob os pés nus
Sentir o aconchego da manta
A maciez da almofada lavada.
É finalmente fechar os olhos
E deixar-me embalar em sono e sonhos.
É assim, como voltar a casa
Como voltar ao aconchego do lar.
O teu abraço…

 

sinto-me:
música: Warwick Avenue

escrevinhado por Mikas às 16:43

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Viver a Gosto

 

Por vezes é bom deixarmo-nos ir na loucura, soltar o cabelo e esquecer as amarras. É bom por vezes agir por impulso, descalçar os sapatos e sentirmo-nos livres. Por vezes sabe bem provar o que bem nos sabe, apenas porque nos sabe bem. Fechar os olhos e sentir o gosto do fruto que até está ao nosso alcance mas que raramente provamos  por termos antecipadamente determinado que era proibido..
Sabe bem, sim.
Por vezes devemos ter a inconsciência de outros tempos. Fazer e sentir sem pensar duas vezes, sem nos impormos regras que nem fomos nós a criar, mas que foram criadas e nos foram impostas pela “sociedade”.
Devemos, por vezes, deixar tombar a hipocrisia do “parece-mal”  ou o que vão dizer se souberem. Que digam, que pareça mal… desde que a nós nos saiba bem e nada de mal tenhamos a dizer.
Com o tempo a passar, alguns de nós perdemos a espontaneidade e tornamo-nos demasiado sérios. A capacidade de brincar vai desaparecendo e cada regra que fixamos é menos uma papila gustativa da vida que temos. Somos velhos antes do tempo. Matamos a nossa audácia jovial  a cada negação  da alegria da vida..
 
Sim, há coisas boas na vida, há momentos bons, há companhias maravilhosas. .
Não precisamos de muito para sermos felizes, mas… cada dentada que damos na vida tem de estar liberta dos fios de corda amarga que nos prende a autenticidade.
 
Boa semana ..*

 

sinto-me:
música: Radio Comercial

escrevinhado por Mikas às 15:44

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

As voltinhas da linguagem

 

Cada dia acho mais ridículas as voltas que algumas pessoas dão na língua, para não chamarem as coisas pelos seus nomes. Dão piruetas e cambalhotas, cheios de não-me-toques e com receio de serem claros na linguagem..enfim raramente chamam os bois pelos nomes.
 
Há uns tempos vi na primeira página dum jornal regional que um “invisual” se preparava para percorrer 280 kms. a pé. O homem é CEGO, porque insistem em florear a coisa e chamar-lhe invisual ?   Existe a ACAPO [ Associação de Cegos (sim porra..cegos!!) e Amblíopes de Portugal ] e eles, mais que ninguém, devem saber se os cegos levam ou não a mal esta designação.
De igual forma, já ouvi referirem-se aos surdos como “deficientes auditivos”. Oh senhores, tenham dó!
 
Depois temos a diferença entre uma pessoa ser “preta” ou “negra”. Francamente não vejo qual a diferença entre uma e outra cor. Fui ver a 3 dicionários e em todos está igual. … entre outras definições, diz que:
 - Preto : pessoa de raça negra.
- Negro: homem de raça negra.
Já se sabe, que algumas bestas quadradas lançam o termo “preto” como insulto, mas essas bestas quadradas não passam mesmo disso.
E que mania de se colocarem questões em vez de se fazerem perguntas.. Uma questão não é um artigo que se coloque ou disponha em determinado local.
E por falar em fazer perguntas, questiono:
Alguém me sabe explicar o recém-adquirido receio das bichas ? O pessoal foge das bichas como o diabo da cruz.  Ainda me lembro que há uns anos, na repartição do Registo Civil havia um grande cartaz a dizer “ Atendimento por ordem de Chegada. Por favor ponha-se na bicha”. Eu ainda tenho o hábito de usar o termo “bicha”, e já por diversas vezes houve algum engraçadinho a soltar um risinho condescendente e a corrigir-me, dizendo que o termo correcto é “fila”.. .. Eu perdoo a ignorância, e devolvo o sorrisinho condescendente, aconselhando a leitura dum dicionário. O mais caricato é que a ostracização da palavra, que era de uso corrente na língua portuguesa, só se deu após a chegada das primeiras telenovelas brasileiras, quando o Zé Portugues descobriu o significado de “bicha” no Brasil. Por este andar, prevejo para breve um decréscimo na procura de safaris e caçadas, pois português macho que se preze não vai querer que seja dito que ele “andou na caça ao veado”…

 

música: Imitation of Life

escrevinhado por Mikas às 15:34

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Sublime

 

 

Caíu aos meus pés
Envolto numa névoa azul.
Antes mesmo de o ver, senti-o.
Chegou com um aroma selvagem
Misto de brisa e de bosque,
E eu esforcei o olhar..
Tentei vê-lo entre o fumo,
Mas só vislumbrei o esboço.
Fez-me esperar
Mas finalmente emergiu
As mãos pintadas de prata
E abraçou-me toda em rosas
Impregnou-me daquele perfume
De coisa rara e preciosa.
E eu
Que sou forte e sou de mim
Aninhei-me no seu peito
Deixei que me embalasse os sonhos
Fiz-me frágil, fiz-me dele
E deixo que me pegue ao colo
E me leve  com ele ao céu donde caiu
Envolto numa névoa azul.

 

sinto-me:
música: Nina Simone

escrevinhado por Mikas às 14:38

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

.subscrever feeds