.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Novo rico

Este é o testemunho de Ernesto Sousa, funcionário dos Serviços Municipalizado (especializado na limpeza de fossas e sumidouros), casado, 41 anos, pai de 2 filhos, residente no Barreiro.

"Se me sair o aeromilhões, a primeira coisa que eu faço é comprar um carro novo. Vou logo ao stander da Mercedes compro o bólingue do ultimo modelo mais recente que eles tenham. Pensando melhor, sou bem capaz de comprar também um Poshe.

Depois mudo de casa. Mando construir um chálé de rés do chão e primeiro andar. Um quarto para cada filho mais um prás visitas. Para mim e prá patroa quero uma suite com uma banheira daquelas redondas com jacuze. E armários embrutidos nas paredes para a mulher arrumar os casacos de visão que lhe vou dar.

Na sala vou querer o chão em lãoparqué da melhor cólidade. Quero um daqueles chandalías de cristal pendurados no tecto. E vou montar um daqueles sistemas de oume cinema com som sórraunde. E uma aparelhagem de musica que leia cassetes, cartuchos, cd's e dvd. Ahh e com colunas Pionía, que são as melhores.

Quero um quintal grande. Vou querer pessina e uma côrte de ténis. E uma zona acimentada para se poderem fazer uns barba-e-cus. O que eu gosto de barba-e-cus! Convido os amigos, jogamos umas suecadas, e bebem-se uns martines de aperitivo enquanto a entremiada vai assando na brasa! Epá, isso é que é cólidade de vida.

Nunca pude levar a patroa mais os putos de férias. Quer-se dizer, a gente ia ós Domingos até à Caparica, levávamos o farnel e tal, mas assim que eu ficar rico vou levá-los a passar uns dias num sítio cheio de classe: Benidorme!  Aquilo é que deve ser um local de sonho. Eu já vi uns panfletos, só se vê fotos de gente bonita. Ora, um sitio só é bem frequentado quando tem uma certa classe.

A minha mulher só me diz que não se importa nada com a porra das férias. O que ela quer é uma cozinha nova, com armarios em madeira maciça, que aquela porcaria do contraplacado que a gente tem lá em casa está tudo podre e a desfazer-se. E quer um monte de aparelhos modernos: máquina de tirar cafés expressos, placa de vidró-ceramica, um frigorífico daqueles que não ganham gelo ( no-froste) e um micro-ondias. Diz ela que o micro-ondias dá muito jeito. Sempre que sobra um bocado de comida a gente guarda num tapaué e no outro dia é só aquecer que parece fresco acabadinho de fazer.

O rapaz mais velho diz que quer uma mota. Uma Árli, diz ele. Eu já tenho visto umas Árlis por aí, mas aquilo parece-me muito abichanado. Cheias de guardalamas e guiadores retorcidos, e muito cromadas.. Eu quando era mais novo tive uma Famel amarela que era um espectáculo. Às vezes custava a pegar e eu tinha de correr  com ela e saltar-lhe para cima para a gaja arrancar, mas levava-me a todo o lado. Cheguei a dizer ao puto que uma Famel é que era e ele começou a rir, não entendi porquê.

Mas sabem qual vai ser o meu maior gosto, quando me saír o aeromilhões? Vocês nem imaginam o prazer que me vai dar poder, finalmente, reservar um quarto de luxo num Lar na Belórussia para a santa da minha sogra. . É que ela sofre muito com o calor, coitadinha, e oiço dizer que aquilo por lá é fresquinho."

 

sinto-me:
música: A que dá na Comercial

escrevinhado por Mikas às 11:06

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

1 comentário:
De Anónimo a 20 de Setembro de 2006 às 11:46
o q eu me fartei de rir...
parabens
Lia


Comentar post

.subscrever feeds