.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Sexta-feira, 27 de Agosto de 2004

Descoberta...

BlueCouple2.bmp

Fala-me de coisas tuas e minhas
Sussurra-me mistérios ao ouvido.
Quero ver o mundo pelos teus olhos
E viver as emoções através de ti.

Não me escondas os teus segredos
Mesmo os mais obscuros e recônditos.
Os teus pecados inconfessáveis
Quero sabe-los, e pecar contigo...

Conta-me tudo que te fascina
O que te tortura, atormenta e aflige.
Dos teus medos, teus receios, diz-me.
Quero senti-los, saboreá-los contigo!

Gasta o teu tempo comigo agora
Tira o tempo e não o dês por perdido.
Conhece-me por dentro e por fora
Virada ao avesso, em reviravolta!

Anda, fiquemos aqui à solta os dois,
Sonda-me a alma ao microscópio
Examina os poros, as concavidades
Procura bem em todas as sombras.

Quem disse que estava já tudo visto?
Hoje, amanhã, cada dia descobrimos
Algo novo em ti, algo desconhecido em mim
Vamos participar, nós dois, nessa aventura.



escrevinhado por Mikas às 10:08

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 25 de Agosto de 2004

A noite.

night.bmp


Senti o abraço meigo da noite.
Ela envolveu-me no seu manto de conforto
E fez-me companhia em silencio.
Abeirei-me da janela e vi a cor dos seus olhos nas estrelas.
E na face baça da lua contemplei-lhe o rosto.

Acendi o cigarro e sorvi o aroma
os espirais do fumo desenharam braços disformes
Figuras de corpos dançando entrelaçados
Moviam-se a um ritmo suave e quente.
Estendi a mão tentando alcançar e sentir
Mas a ilusão desvaneceu-se ao meu toque.

E assim ficamos só nós duas, eu e a noite.
Ela viu-me chorar muita vez
Ouviu-me os lamentos e deu-me um ombro
Afagou-me meigamente os cabelos
Trouxe-me a ilusão dos sonhos e ...
A esperança que o novo amanhecer será melhor.



escrevinhado por Mikas às 11:40

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Lancei a rede ao mar

001.bmp


Pela madrugada lancei ao mar a minha rede.

Do negro abismo arrastei preciosidades de estranho aspecto e beleza estranha..
Umas brilhantes quais sorrisos, outras luzentes quais lágrimas,
E outras de rubro resplandecer como as faces duma noiva.
 
Carregando a minha faina cheguei a casa, o meu amor encontrei no jardim,
distraidamente arrancando pétalas duma flor.
 
Hesitei um instante, e depois coloquei a seus pés os meus achados, e quedei-me em silencio.
Olhou-os vagamente e disse " Que coisas estranhas são estas? Para que me servem !?"
 
Verguei a cabeça em vergonha e pensei.."Não lutei por estes objectos. Não os comprei a bom preço. Não são dádivas dignas do meu amor.."
 
Durante toda a noite lancei-os um a um à rua...
 
Pela manhã passaram viajantes, apanharam os meus achados e levaram-nos para países distantes.

 Trad. de Rabindranath Tagore - I cast my net into the sea.
(Aquilo que temos para oferecer nem sempre é valorizado por quem nos está mais perto..porém outros haverá que saberão apreciar as nossas dádivas).
 
 





escrevinhado por Mikas às 10:37

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Sexta-feira, 6 de Agosto de 2004

Para o meu Príncipe .

heart1.bmp


Eu sei que um dia deixarás de ser só meu,
O teu olhar verde profundo esconde tesouros
E esse jeito tímido, sorriso maroto, vai vaguear por aí
Um dia, quando quiseres, vais crescer asas e partir.
Mas até então partilhemos as coisas, meu Príncipe.
Troquemos carinhos e conversas banais e profundas,
Discutamos ideias, ora em sintonia ora em desacordo
Ri-te das minhas piadas e eu rio-me da tua ironia.
E quando seguires o teu rumo pela estrada que a vida traçou
Para onde fores, saberás sempre que tens aqui um abrigo
E eu sei que tenho de ti sempre o carinho
De alguém que me aceita e ama como sou.


(para o melhor filho e amigo que uma mãe poderia ter)



escrevinhado por Mikas às 11:39

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 5 de Agosto de 2004

Vai descer..

1.bmp

Este fim de tarde trouxe com ele a melancolia.
Senti o tempo ameno na pele, vi a luz embaciada do sol
O dia perfeito que teria uma sequencia suave na noite..
Não fora isto que sou..Ai, não fora ser como sou !

Ai, quem dera não sentir tudo à flor da pele
Ser insensível às pequenas faltas do meu semelhante..
Não ter esta maneira de ser assim volúvel !
Quem dera a sensata maturidade que alguns têm...

Toldei o espírito, agora mesmo ao fim da tarde,
E sem motivo, sem lógica na razão, entristeci.
Algum sábio terá cura para esta insanidade ?
Alguma loja me troca ou vende um outro humor?




escrevinhado por Mikas às 12:02

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 2 de Agosto de 2004

Cansada

tired.bmp


Estou cansada
Uma fadiga imensa tomou conta de mim.
E já não tenho vontade nem alento para mais um passo.
Lentamente esvaí-me de forças
E quedei exausta de carregar o mundo aos ombros.
Esta perpétua canseira arrasa-me.

Estou tão cansada..
Quero deitar-me em concha enrolada,
Sentir nada e nada ouvir, e assim ficar.
Que outro alguem carregue o meu fardo
E cumpra os meus deveres. Eu não.
Que outro alguem sinta por mim, e tenha dó.
Hoje quero que cuidem de mim.
Que façam por mim, pois estou cansada.






escrevinhado por Mikas às 16:23

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (4) | favorito

.subscrever feeds