.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Terça-feira, 30 de Novembro de 2004

Conversamos

ManWoman1.bmp



Por vezes ficamos calados



Mas o silencio entre nós não nos pesa.



Há cumplicidades que temos de vida



Momentos em que falamos sem som,



Sem gesto e sem toque.



O que nos une é mais além do visual



Transpomos essa ponte sem esforço,



E por vezes sabe tão bem



Ficar assim, presos no silencio



De quem se conhece e reconhece.



E quem é conivente e confidente



Não precisa sempre de dizer o que pensa



Sabe interpretar os pequenos ecos



E escuta mesmo o que não ouve,



Emite e aconselha, sem falar.



 





</html>

escrevinhado por Mikas às 18:12

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

I'm backkkkkkk

Outono.bmp

Ai, meus amigos, estou de volta, aspois dumas barcanças forçadas.

Anyways, 3 coisas correram mal: 1 hora na maca à espera fora do bloco operatório, assusta..e dei por mim com lagrimas no canto do olho, cheia de cagufe e de auto-peninha. Cada vez que passava alguem eu disfarçava, tentava mostrar peito forte.

Depois o acordar foi uma coisa surreal. Não conseguia respirar, parecia que tinha o Dumbo sentado no meu peito. E as duas pandorcas das enfermeiras que deviam estar atentas ao despertar aqui da Bela Adormecida estavam distraídas... valeu o anestesista que veio a correr quando me viu à rasquinha...aínda passou uma caixa de charutos às moças, mas elas ligaram-lhe tanto como quem vê uma moeda de centimo na valeta.
Essa treta de não conseguir respirar assustou-me de caraças.

E depois.. enfim, como sou uma exagerada, em vez de ter uma vesicula normal, tinha um monstro do tamanho da do King Kong. Mania das grandezas.

Mas agora já passou, e desta já me safei.

escrevinhado por Mikas às 18:06

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Quinta-feira, 11 de Novembro de 2004

ELE, ELA E A OUTRA - O fechar do circulo

firecircle.bmp







 


 ELE


Ele está farto da Ruiva.. Há 2 anos que a atura. Olha para Ela
e já só sente desprezo...Vê aquela compleição desinteressante, as raízes escuras
no cabelo pintado. Vê  um corpo bem delineado num ser sem personalidade.  As raras vezes em que a beija ao chegar do
trabalho,  encontra-a debruçada sobre o fogão, envolvida no forte aroma da
cebola queimando na panela.


As mãos dela cheiram a alho, raramente vai ao cabeleireiro,
quase nunca se arranja para andar por casa. Não se preocupa com ele, nem lhe
cuida da roupa. Não
lhe dá a atenção que ele precisa. É uma egoísta. Não o merece. Um homem como Ele
facilmente arranjava melhor.


Aínda chegou a sondar a mulher (ex-mulher, porra!)..mas ela é
porta fechada. Pena.. ela está interessante. Diferente. Nem é a mulher com quem
casou, nem tampouco a mulher que deixou. É outra, nova. Renovada, talvez. 
Em certas alturas, quando pausa para pensar lamenta. Mas o que está feito, feito
está. Sacode a ideia e siga para bingo.


Há uns tempos que tem vindo a reparar numa loira que
frequenta o restaurante onde Ele almoça. Jeitosa a gaja..boa como tudo. Uma
silhueta perfeita.. E já viu que ela também o tem mirado. Quem sabe um dia
destes tomam um café e conversam. Aqueles cabelos devem ser macios, a pele deve
ser perfumada e suave. Ia gostar de a conhecer, fugir à rotina.


Qualquer coisa que o desperte, já que a ruiva não tem mesmo
nadinha que se aproveite. Um homem precisa de mais na vida, precisa duma
aventura, de algo que o estimule. Quer alguém que esteja sempre bela e que o
saiba mimar. Que o trate como um rei. Definitivamente a ruiva já não cai nessa categoria.


Está decidido - vai conhecer a loira. Oh, se vai ..


 


A RUIVA



Ela está cansada e sem vontade de continuar a atura-lo. Há
dias em que só lhe apetece fugir, largar tudo e desaparecer. Os dias são todos
iguais e transformaram-se num inferno.



 



Levanta-se tarde, para tornar o dia mais curto.  
Há alturas em que ela fica perdida em pensamentos, comparando os sonhos com a
realidade. Depois de
um duche prolongado, veste-se (não há ânimo para secar o cabelo, nem para
pinturas..) e sai para tomar um café.   De vez em quando aventura-se
pelas lojas de roupas..toca as peças, admira-as. Mas não se pode dar ao luxo de
gastar.. Há uns tempos que ele não lhe dá um tostão para ela comprar umas
roupitas...diz que o ordenado d'Ele vai todo para a pensão dos filhos. Alé disso
anda a poupar para um carro novo.. Claro que ela compreende que ele tem de ir bem
arranjado para o emprego, bons fatos, boas camisas.. claro, tem de ser.



 



Ao final de cada tarde volta a casa.. Quando Ele
entra, encontra-a debruçada sobre o fogão.. há muito que não a saúda com um
beijo. Nem um carinho, nem um afago. Nada.



 



Há muito que desistiu de sair com as amigas..também já não
insiste com ele para irem dançar,  nem ao cinema. Ele diz que está cansado
(ele está é velho.. isso sim!). Um dia destes ela tem de arranjar emprego..tem
de mudar o rumo da vida que leva. Afinal aínda é nova, bonita, jeitosa.



 



Enquanto toma o café e fuma o cigarro, abre o jornal nas
ofertas de emprego dos  classificados.... Um dia destes, quando arranjar
emprego, ele vai ver..



 



ELA



Ela anda feliz da vida. Ultimamente tudo lhe corre às mil
maravilhas. Engraçado como as coisas rodam, giram e rodopiam, mas acabam num
circulo que se fecha quase na perfeição.



Chegou há dois dias dumas pequenas férias num local de praias
de areia branca e fina..palmeiras e mar esmeralda, com que costumava sonhar
enquanto lhe passava as camisas. Tem na pele o tom bronzeado e saudável que só a
boa vida proporciona. Sim, a vida vai boa.. Vai calma e conformada.



 



Até pode dizer que não lhe faltam pretendentes..afinal ela é
uma mulher de valor, bem interessante (sorri para si mesma ao pensar isto). Se
ela quisesse.. mas, não..por ora não.



Um dia quando os miúdos forem crescidos, quem sabe..




escrevinhado por Mikas às 19:47

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 10 de Novembro de 2004

ELA

she.bmp


Ela aplica cuidadosamente o verniz nas unhas enquanto vai vendo o filme repetido na televisão. Os miúdos adormeceram no sofá .. Hoje a vida dela decorre a um ritmo muito mais relaxado mas muito mais ocupado.

Os primeiros três meses custaram-lhe imenso. O medo, e sim..a solidão. Mas, sobretudo a vergonha. Depois aceitou o inevitável, e tinha dois caminhos por onde seguir: ou se deixava afundar na auto-comiseração ou optava por reviver. A melhor amiga foi uma ajuda preciosa, acompanhando-a a tomar o rumo duma vida nova. Passou a colocar as coisas em perspectiva e a dar mais valor a si mesma. Nomeou-se A Gerente do seu destino. Ao fim dum tempo constatou que havia perdido demasiado tempo a paparicar o homem.... horas e horas passadas a cuidar dele e das coisas dele. Essas horas reverteram todas para ela, para as idas ao ginásio, para passeios a pé... para conversas com amigas à mesa dum café. E que bem se sente ela hoje... solta, leve... até certo ponto pode dizer que está feliz.

Lamenta que aquele egoísta delegue os filhos para segundo plano na vida dele.. para os compensar ela mima-os muito mais. Já pouco lhe importa que a casa esteja desarrumada, se o som das gargalhadas dos filhos ecoa pelo corredor. O mais velho diz-lhe que ela é linda.. e na verdade ela sente-se linda.

A melhor amiga tem-lhe dito que não tarda nada ela encontra um homem que a mereça. Só pode estar doida ! Livra! Então sai duma e ia-se meter noutra ?? Não..não, nem pensar. Quem os tem que os mantenha. Ou..pelo menos quem tem um como ela tinha. Já tem dado consigo a ter pena da Outra... sim, porque ela sabe que mais dia menos dia ele faz-lhe o mesmo.

Por vezes, quando ele vem buscar os miúdos aos Domingos de manhã ela espreita pela cortina.. Alguma coisa ainda mexe no peito ao vê-lo. Isso irrita-a solenemente. Ela convence-se que é um misto de despeito e rancor.. e provavelmente tem razão. Acha-o um nadinha mais gordo ultimamente.. e cansado. Bem feita..quem o mandou, quase velhadas, meter-se com mulher nova?? Havia de rebentar com ele de vez. Mais tarde, enquanto se veste para ir almoçar com a mãe, acalma.. e até deseja que ele viva a vida dele tranquilamente.

Hoje ela gosta mais de si mesma, e sabe que nunca mais tolera ser capacho de homem nenhum. E contudo quando pensa nos anos perdidos, nas coisas que ficaram por fazer e nos sonhos que morreram pelo caminho chora... E tem medo de pensar no futuro, no vazio que há-de caír sobre a casa, nas sombras da solidão que aguardam a partida dos filhos para saírem dos cantos.. Sacode este pensamento. Quando lá chegar verá.

Agora, unhas já secas, vai abrir a cama aos miúdos e leva-os ao colo. Estão uns homenzinhos, pesados... Cada dia maiores e mais bonitos. Cada dia mais parecidos com o pai. Pena ele perder a deliciosa sensação de os ver crescer. Opções...opções... Ele fez a dele.








escrevinhado por Mikas às 12:05

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 9 de Novembro de 2004

ELE

Ele1.bmp

Ele hoje não tinha mesmo vontade de estar aqui no meio da barafunda. Teve uma semana de cão, tudo lhe correu mal. Hoje estava afim mesmo de ficar esticado no sofá a ver um DVD ou deixar-se dormitar ao som dum CD. Mas a miúda insistiu... disse que não tinham saído em toda a semana, hoje não havia abébias para ninguém. Ei-lo aqui, no caos total, de copo na mão, encostado ao balcão. Não sabe dela. Deve andar por aí a pular, cheia de energia. Pudera, não faz a ponta dum corno. Passa os dias à boa vida e sobra-lhe fôlego..

Há dez meses que saiu de casa, mudou-se para o T1 com a Outra. Custou-lhe ver as lágrimas dos rapazes. Custou-lhe muito. A mulher (ex-mulher porra...!) não causou problemas. Estranhamente não causou problemas..... Os miúdos ainda chegaram a passar alguns fins-de-semana com ele mas rapidamente a Ruiva o convenceu que talvez não fosse boa ideia. Talvez o mais indicado fosse ele ir buscá-los ao Domingo de manhã, passar o dia com eles e devolvê-los à procedência ao final da tarde. Afinal eles virem ao sábado e dormirem na sala só trazia inconvenientes. Nem dava para saírem, e os miúdos desarrumavam tudo. Ele acedeu.. Os miúdos não se importaram. Aliás..tem a sensação que as visitas ao pais são um frete para os rapazes. O elo que os ligava quebrou-se.

Depois de acertar as coisas com a Ex nunca mais a viu. Limita-se a tocar à campainha e os filhos aparecem à porta. Volta e meia liga lá para casa e fala com Ela. Pergunta como vão as coisas, como vão os rapazes na escola. Invariavelmente ela responde que está tudo bem...e o assunto morre aí. Parecem dois estranhos. O colega de trabalho diz que a tem visto, que ela está diferente. Ele não pergunta nada, não lhe interessa.

A Ruiva anda a aprender a cozinhar. Coitada.. ela bem se esforça. Volta e meia até sai qualquer coisa tragável. Tem de ser.. comer sempre refeições de micro-ondas já saturava. Sem falar nos 3 quilos que ele engordou. Ele acha mesmo que foram os 3 quilos que a convenceram. Ela diz que não quer um gajo gordo. Deixa lá filha que tu..se não te cuidas hás-de ficar com um traseiro tipo Cacilheiro.

Teve de a convencer que não precisavam da empregada que vinha lá a casa fazer a limpeza e passar a roupa 3 vezes por semana (dassss..o dinheiro não é elástico caraças!), dois gatos não sujam assim tanto. Ele agora já se ajeita muito bem a passar as camisas a ferro, e até sabe pregar botões. Mas no inicio foi um stress. A gaja ou lhe queimava a roupa ou a deixava cheia de vincos. Ele até nem se importa de limpar o quarto de banho. Mas cozinhar tem de ser com ela, já que não faz mais nada.

Irritante mesmo é ela implicar por ele deixar as roupas espalhadas, a espuma da barba no lavatório. E nunca há cerveja no frigorifico. Mania que ela tem de beber a ultima e não por lá mais. Sem falar na cuequinhas e collants sempre a secarem por cima da banheira.

Ele já a conseguiu convencer a ir ao cabeleireiro só uma vez por semana e a fazer ela a manicura em casa, pelo menos até arranjar emprego. Até lhe conseguiu fazer ver que ela tem muita roupa, e bonita, logo não precisa de andar tanto pelas boutiques. Ele só meteu o pé na argola quando lhe ofereceu uma varinha mágica e um picador 1,2,3 pelo aniversário. Bem...a miúda ficou possessa! Quase lhe manda aquilo à cabeça. Ele bem lhe trouxe um raminho de rosas no dia seguinte, mas a gaja continuou de trombas e só lhe perdoou quando viu o lindo fio de ouro que ele comprou (e ainda anda a pagar às prestações....). Vá o diabo entender as mulheres.!

As coisas na cama também já tem causado problemas. Quer-se dizer, um homem não está sempre praí virado né? Ela por vezes parece que não entende que ele já não tem vinte anos. Há dias em que o cansaço vence...e ela demora séculos na casa de banho. Quando finalmente aparece ele já dormiu 3 sonos e tanto se-lhe dá que ela venha de lingerie como de pijama de flanela. Quer é paz e sossego.

Reflectindo ele conclui que passada a novidade, ele cansou do brinquedo novo. Por isso hoje..era isso mesmo que ele mais queria. Paz e sossego. Olha em redor e não se revê no ambiente. Não sabe onde ela se enfiou. Os amigos já estão para lá de passados. A musica está a pôr-lhe os nervos em franja. Pousa o copo no balcão e sai para o ar frio da noite.

escrevinhado por Mikas às 13:19

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Segunda-feira, 8 de Novembro de 2004

ELES

brokenglass2.bmp


ELE já está calejado na arte de arranjar desculpas para não estar em casa ao serão. As saídas ao sábado à noite exigiram dele uma grande dose de mestria e manha. Mas lá se safou (Ela engoliu a história do curso de aperfeiçoamento informático - dahh ganda tansa). Para Ela não desconfiar, ele tem sido mais atencioso - quando se lembra pergunta-lhe pela saúde da mãe, pergunta-lhe que tal foi o dia dela. Tem sido uns meses de sonho, como já não julgava possível. A miúda é perfeita: linda, meiga, sempre bem disposta. Já arranjaram um pequeno apartamento, só para eles. O pé de meia levou um arrombo, mas a ruivinha merece. O amigo e colega é que está a ser um chato do caraças, sempre a dizer-lhe que ganhe juízo. Grande invejoso. Não podem ver um gajo com uma coisa boa, e que boa que ela é! A bem dizer ele tem o melhor dos dois mundos: por um lado uma mulher que é uma beleza, tenrinha e gostosa que o mima... e por outro lado alguém que lhe cuida da roupa e dos filhos sem causar estrilho.


ELA já sabia que algo se passava. O que a levou a desconfiar nem foram as saídas à noite, nem mesmo as noitadas de sábado...não..o que levantou suspeitas foram as subtis manifestações de sentimento de culpa. Ele deve pensar que Ela é parva. E há uma semana teve a confirmação. Uma vizinha insistiu em falar com ela..e contou que o marido tinha sido visto ultimamente pelos bares da cidade, na companhia duma ruiva muito mais nova. A vizinha lamentou, mas achou que tinha o dever de lhe abrir os olhos. Nessa noite não dormiu de preocupação - não tanto pelo medo de o perder, mas pelo medo de ficar só... Imaginou um futuro ainda mais vazio. Viu-se, com os filhos criados, a vida gasta, a solidão. Quantas vezes sonhara com o momento.. e agora que sombrio lhe parecia. Nem a melhor amiga a entendeu. Nem ela própria se entendeu.


A OUTRA tem curiosidade em ver a mulher dele...só mesmo por curiosidade. Não por qualquer sentimento de pena ou ciúmes (pena duma víbora daquelas ? pleaseeee). Mas não insiste com ele para lhe mostrar quem Ela é.. para quê aborrecê-lo ? Tem andado super divertida a comprar coisas para a casita nova. Ele convenceu-a que de momento um T1 chega para eles. Mais tarde mudam para casa maior. Pena ele não se poder mudar de vez para junto dela para já. Convém dar tempo para ele resolver tudo. Entretanto ela vai mobilando e decorando a gosto, com tudo do melhor. Sim, que A Outra não quer cá coisas de fraca qualidade ou gosto duvidoso. Eles têm saído quase todas as noites. Adora os jantares românticos, os passeios nocturnos. E ele sabe do que uma mulher gosta...oh se sabe. Não é como os rapazes da idade dela, sempre apressados. Só um pequeno senão... Ele não aguenta ficar nos bares muito tempo, diz que o barulho o cansa.. e dançar toda a noite não é o que ele mais gosta de fazer. A Outra entende...


escrevinhado por Mikas às 13:32

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

Sexta-feira, 5 de Novembro de 2004

ELE, ELA E A OUTRA - Parte III

Outra.bmp




PARTE III - A Outra



A Outra anda feliz da vida. Ultimamente tudo lhe corre às mil maravilhas.

Prontosss.. o ordenado não é lá grande coisa, mas chega para os trapitos os tratamentos de beleza, o que já é bom. No fundo a Outra até é boa miúda, despreocupadamente a gozar os prazeres da vida. Adora as idas ao cinema 2 vezes por semana, e os fins de semana loucos nos bares. Ora.. há que aproveitar ! É normal quando se tem vinte e picos anos.

Os amores também lhe têm sorrido. Quer-se dizer, pretendentes nunca faltaram. A Outra é uma miúda gira, ela sabe que é...

Há um mês que conheceu O Tal Homem Especial. Wow..este sim, é para valer. Este tem tudo o que a Outra sempre quis num homem : charme, elegância, maturidade..e, porque não confessá-lo, algum dinheiro.. Tem todo o encanto dum quarentão bem vivido. Só tem um pequeno senão.. é casado.

Alto lá... a Outra não é uma destruidora de lares, não senhora!!! Quando o conheceu nem desconfiava - afinal ele não tinha nenhuma aliança no dedo, né? Nem vinha marcado! Só ao fim de 15 dias de almoços e cafezinhos ao final do dia é que descobriu. Estranhou não ter havido ainda um convite para uma saída nocturna (a Outra é ruiva..mas não é burra).. e perguntou-lhe directamente. Bom, Ele foi tãaaaaooo querido... até chorou a contar-lhe a triste vida que leva. A mulher é uma víbora que só lhe dá mau viver. Há anos que não lhe dá um beijo..que o despreza. Ele já lhe implorou mil vezes o divórcio e Ela nada! Ameaça-o que não lhe dá acesso aos filhos. Tadinho d'Ele.. há mulheres mesmo más. Claro..Ele como bom pai não suporta a ideia de se separar dos rapazes. A Outra compreende. Nem por um segundo duvida. A Outra está totalmente IN LOVE big time.

Ele já lhe falou em casamento e tudo. Diz que agora está decidido, vai deixar "O Trambolho" (hehhehe é assim que se refere à víbora da mulher) . Até sugeriu que procurassem um apartamento, podiam ir tratando de juntar os trapinhos enquanto o divorcio sai e não sai. A Outra ficou nas nuvens, doida de felicidade.

Ai, realmente, ultimamente tudo lhe corre às mil maravilhas. Yuppppieeee !


escrevinhado por Mikas às 15:49

link do post | Diz-me o que pensas | favorito

ELE, ELA E A OUTRA - Parte II

Ela2.bmp

PARTE II - ELA



Ela está cansada e sem vontade de continuar. Há dias em que só lhe apetece fugir, largar tudo e desaparecer. Os dias são todos iguais e transformaram-se num inferno. Não fossem os miúdos Ele ia ver..

Levanta-se bem cedo, ainda todo o prédio dorme. Há mil e uma tarefas a fazer..... Enquanto Ele e os filhos tomam o pequeno almoço Ela faz as camas, arruma os quartos... mais tarde, a meio da manhã comerá qualquer coisa. Agora não há tempo. Os miúdos abraçam-na com sorrisos, Ele despede-se de longe.. e partem os 3. Há dias em que Ela fica parada por momentos no corredor..perdida em pensamentos. O regresso à realidade dói sempre. Depois de um duche rápido, veste-se (não há tempo para secar o cabelo, nem para pinturas..) e sai a correr para o emprego. A hora do almoço é sempre aproveitada para regatear preços nas compras para a casa.. De vez em quando aventura-se pelas lojas de roupas..toca as peças, admira-as. Mas não se pode dar ao luxo de gastar.. Há anos que Ele não contribui para a casa..diz que o ordenado d'Ele é para poupar para um carro novo. Claro que ela compreende que ele tem de ir bem arranjado para o emprego, bons fatos, boas camisas.. claro, tem de ser.

Ao final de cada dia de trabalho volta a casa.. Quando Ele entra, encontra-a debruçada sobre o fogão.. há muito que não a saúda com um beijo. Nem um carinho, nem um afago. Nada.

Nos raros momentos que tem para si, Ela vê as rugas que começam a aparecer.. e vê o corpo que restou depois dos partos. Vem-lhe à ideia o olhar d'Ele... de indiferença. Um olhar frio, quase enojado. Tão diferente do olhar daquele homem com quem casou.

Há muito que desistiu de sair com as amigas..o tempo não dá. Nem um cinema, nem um café. A colega de trabalho farta-se de a desafiar para uma idas ao ginásio.. Ela responde sempre "Um dia, quando os miúdos não precisarem de mim..".

Um dia..quando os miúdos não precisarem d'Ela.. Ele vai ver..

Até lá, sonha com praias de areias brancas e macias enquanto lhe passa a ferro as camisas .." Vê lá se não me deixas vincas nos colarinhos, ouviste ? " (grrr..eu vincava-te era a testa com a ponta do ferro, pensa Ela).

Ao final de cada noite Ela permite-se um pequeno luxo. Enche a banheira de agua quentinha, e mergulha num mar de espuma perfumada. São 15 minutos de paraíso. 15 minutos de evasão. 15 minutos de faz-de-conta.

Quando vai para a cama Ele já dorme, ressonando em alto volume. Deita-se com cuidado, para não o acordar. Faz por adormecer. Amanhã é outro dia. Mais um dia..ou um dia a menos.

Um dia a menos nos anos que faltam para os miúdos não precisarem d'Ela....

escrevinhado por Mikas às 11:32

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 4 de Novembro de 2004

ELE, ELA E A OUTRA.

Ele.bmp







 


PARTE  I - ELE


Ele está farto d'Ela.. Há 15 anos que a atura. Olha para Ela
e já só sente desprezo...Vê aquela compleição desinteressante, os fios brancos
no cabelo. Vê  a cintura alargada, as estrias na barriga, o peito sem
firmeza, a celulite nas coxas.  As raras vezes em que a beija ao chegar do
trabalho Ela encontra-se debruçada sobre o fogão, envolvida no forte aroma da
cebola na panela. Felizmente Ela raramente se senta junto dele na sala..está
sempre demasiado absorta em coisas corriqueiras como por a roupa a secar, cozer
botões nas camisas ou ajudar os catraios com os deveres escolares.


As mãos d'Ela cheiram a alho, nunca vai ao cabeleireiro (diz
que o dinheiro não sobra..), usa roupas que comprou há anos - diz que ainda
estão boas e é pena deitar fora . Preocupa-se demais com a casa e os filhos. Não
lhe dá a atenção que ele precisa. É uma egoísta. Não o merece. Um homem como Ele
facilmente arranjava melhor. Humm.. Ao fim e ao cabo Ele ainda está em forma..
Tem um ar charmoso, Ele bem vê os olhares das colegas de escritório (bem boas
que elas são...muito melhores que o trambolho com quem está casado). Seria
interessante ver ..será que Ele ainda tem aquela capacidade de matador ? Humm..


Ela aproximou-se dele uma destas noites, enquanto o jantar
acabava de apurar. Sentou-se no braço do sofá e tentou fazer-lhe uma carícia no
rosto. Instintivamente Ele desviou-se.. Arre que a mulher não se enxerga !
Avental posto,  cabelos presos num rabo-de-cavalo desajeitado... que asco.
" Não vês que me engorduras a camisa? O jantar sai ou não sai?".. Ela
levantou-se e voltou para a cozinha.. pareceu-lhe que Ela levava uma lágrima no
canto do olho..que se lixe.


Há uns tempos que tem vindo a reparar numa ruiva que
frequenta o restaurante onde Ele almoça. Jeitosa a gaja..boa como tudo. Uma
silhueta perfeita.. E já viu que ela também o tem mirado. Quem sabe um dia
destes tomam um café e conversam. Aqueles cabelos devem ser macios, a pele deve
ser perfumada e suave. Ia gostar de a conhecer, fugir à rotina.


Qualquer coisa que o desperte, já que a mulher a única coisa
que tem de bom é que sabe cozinhar e cuidar da casa. Um homem precisa de mais na
vida, precisa duma aventura, de algo que o estimule. Quer alguém que esteja
sempre bela e que o saiba mimar. Que o trate como um rei. Definitivamente a
mulher d'Ele não cai nessa categoria.


Está decidido - vai conhecer a ruiva. Oh, se vai hehe..


 


 






escrevinhado por Mikas às 12:19

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (1) | favorito

.subscrever feeds