.Tomaram café ..


windows 8 registry tweaks

.mais sobre mim

.Coisas que escrevi:

. ...

. Estafadêra...

. ...

. Lição de Inglês - Nº. 3

. Enfardar

. Felicidade

. Bacalhau escondido à minh...

. As velhotas na missa

. Dúvida do dia.

. A Vingança

.arquivos

. Setembro 2011

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

Quinta-feira, 29 de Setembro de 2005

Bichos de Estimação

dog1.jpg

Quase toda a gente tem um animal de estimação. Hamsters, canários, gatos, cães.. e outra bicharada mais esquisita que, macacos me mordam, não entendo que possa levar gente normal a ter em casa. Quem no seu perfeito juízo acha adorável uma tarântula ? Ou gosta de fazer festinhas numa coisa coberta de escamas, e de sangue frio - cobras, iguanas e afins? Brrr...

O gato é o que dá menos canseira, por ser de baixa manutenção. Basta mudar a areia no caixote, deitar meia lata de Friskies para a caçarola, ir mudando a coleira das pulgas de 2 em 2 meses e está feito.

Contudo o cão é o favorito, pela sua lealdade e utilidade. Se prestarem atenção, vão ficar a saber coisas acerca do dono através do cão ! Há os engatatões na casa dos vintes que gostam de cães grandes e assustadores (rottweilers, boxers, pit-bulls, etc), para dar um ar de macheza junto das garinas. Os labradores são os preferidos dos bons pais de família. E depois temos a grande diversidade de lulus e lambedores muito apreciados pelas senhoras cinquentonas, casadas com senhores sessentões que passam muito tempo de cachimbo na boca a ler coisas intelectuais...Também há homens, solteirões, que são adepto do lulu...Estão a seguir o meu raciocínio?

Contudo, há agora uma nova raça de bichinhos de estimação, que foi definitivamente adoptado pelas quarentonas vistosas do nosso Jet-Set (estrangeirismo, mas não me ocorre a correspondência em português).

Basta abrir qualquer revista de coscuvilhices cor-de-rosa e vão ver que tenho razão.
As nossas dondocas da Sociedade da Lapa e Cascais aderiram ao movimento " Adopta um Gay".! Verdade, verdadinha! Ultimamente aparecem escarrapachados nas fotos das revistas qual elemento decorativo pendurados no braço das damas.

É o Pedro Leitão, de calcinha de ganga com bordados de rosas, ao lado da Filomena Cardinalli numa ida às compras no El Corte Inglês.

É o Duarte Menezes (sua maluca bronzeada!) com a camisinha aos folhinhos, numa festa com a Cinha Jardim.

É o Carlos Castro em tudo quanto é evento, ao lado de Tekas, Lekas, Bekas e o caraças..

É o Joaquim Monchique, de camisa aberta até ao umbigo, e cinto feito de caricas de coca-cola, no Teatro com a Paula Taborda.

A lista é imensa! E a minha curiosidade imensa também.. Afinal, que motiva as dondocas a saírem com um homem que toca na outra banda? Pretensões amorosas e libidinosas não pode ser (ai corror.. diriam eles). Amizade feminina? Talvez..mas não é mais simples sair logo com uma mulher? Ou será pura e simplesmente para poderem justificar que são muiiito modernaças, tolerantes e nada preconceituosas ("Homossexuais ? Acho estupêeeendo, rica! Tenho imêeeensos amigos gays ").

Já quanto à motivação deles não tenho qualquer duvida. Maldosa como sou, topo logo o que move uma bicha maluca a ir a festas com gajas vistosas. É que uma quarentona boazuda atrai homens... e tal como o cão rafeiro que alguns verdadeiros amigos dos animais ainda adoptam, o Bicha maluca fica à espera que a dona , depois de comer a carne, lhe atire o osso.


escrevinhado por Mikas às 16:55

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (7) | favorito

Quarta-feira, 28 de Setembro de 2005

Estrangeirismos, porque noblesse oblige..

ohdear.jpg

A língua portuguesa é muito complexa, e por esse mesmo motivo é rica em vocábulos e expressões só nossos. Assim sendo, não compreendo porque motivo alguns teimam em tentar assassinar uma coisa tão bonita.

Dar uma calinada involuntária é coisa que acontece a qualquer um, perdoável e compreensível.

Insistir na matança tortuosa devia ser punível com..(deixa ver. Ahh! já sei!) obrigatoriedade de ouvir o disco do Zé Cabra, inteirinho, 10 vezes seguidas, ou assistir ao espectáculo da Linda Reis, ao vivo, com direito a dança privada (reparem que não escrevi lap dance).

Há os que insistem em iniciar e separar as frases com palavras que não tem nadinha a ver com o assunto :

- Bom dia, pode indicar-me onde fica a Rua Galvão Magalhães?
- Portanto, segue em frente, chegando ao primeiro cruzamento vira, à lá ber, à esquerda, segue portanto durante, à lá ber, mais ou menos uns 200 metros, prontos, é a primeira à direita, portanto.

Mas o meu odiozinho de estimação vai para quem sistematicamente enfia palavras numa língua estrangeira no meio das frases em português.

Cá vai um exemplo:

<< Decidi comprar um carro novo. Dirigi-me ao "stand", optei pelo modelo com o "design" mais "in". Antes de efectuar a compra quis de fazer um "test drive" para me certificar que a viatura tem uma "performance" à maneira. Para a minha segurança, o vendedor me recomendou um modelo com "ABS" e 4 "air bags". E se a minha preferência fosse para os veículos todo-o-terreno, não podia faltar o "4WD", tão mais fino que a tracção a quatro rodas. Pensando bem, em vez de comprar, eu era capaz de optar pelo "leasing".

Depois do "stress" da compra do carrito, nada como um almoço light para retemperar forças. Um bife com champignons, pareceu-me bem, e se bem me pareceu, melhor me soube. O bife estava cozinhado "au point". O chianti que acompanhou a refeição era delicioso..mesmo eu não sendo uma "connaisseur" em matéria de vinhos. À sobremesa experimentei os crepes "flambés". Um must!

Poderia passar a tarde no cinema a ver um bom filme de "suspense" ou de "music-hall", mas achei que seria melhor tratar de mim, e renovar o meu "look"..

Assim sendo, decidi-me por uma ida a um "salon" de beleza. Nada como um body peeling, seguido de massagem e um "douche" revigorante. De seguida fui ao cabeleireiro para corte e brushing. O Tony, enquanto manejava o secador como um verdadeiro "expert" aconselhou-me a aplicação dum "serum" anti-frizz por causa da humidade que anda no ar. Aproveitei e fiz uma manicure, experimentei uma maquilhagem nova, com blush e lip-gloss a condizer.

De seguida, uma ida ao shopping. Foi difícil encontrar um espaço vago para estacionar no parking Precisava de comprar uma lingerie toda sexy, e dois ou três "tops" e um par de jeans. Entrei na florista, escolhi um "bouquet" de rosas e paguei em cash. Aproveitei ainda para levantar o meu "tailleur" marrom na 5 à Sec.

Estafada das compras, sentei-me num café e pedi ao garçon que me trouxesse um capuccino e um gateau de chocolat... o cheesecake também tinha bom aspecto, e estive tentada a provar, mas a contagem de calorias não o permitiu.

Hora de partir, inseri o ticket na máquina e efectuei o pagamento do parque e dirigi-me a casa. Pelo caminho ainda ponderei parar no take-away e consultar o menu, mas decidi que para jantar hoje basta-me umas tostas com patê de foie..

Chegada a casa, liguei o PC, abri os diversos mails, e conversei on line com uma amiga. Depois sentei-me no fouton da sala e estive a fazer zapping entre um thriller e um reality show, enquanto saboreava um brandy...

Finalmente, estafada de tanta canseira, deitei-me (bolas, tenho de trocar o sommier)...sim, que uma lady tem de ter o seu beauty sleep... Ahh bliss... acho que até ressonei em estrangeiro. >>.

No comments..

escrevinhado por Mikas às 17:00

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 7 de Setembro de 2005

As Férias e o depois

crowded_beach.jpg

Estive recentemente de férias durante duas semanas.

Depois do regresso ao trabalho, algumas pessoas me indagaram acerca das férias. Invariavelmente, salvas raras excepções, o diálogo decorreu assim:

Eles : Então, tens andado desaparecida! Por onde tens andado?

Eu: Estive de férias 15 dias ...

Eles: Ah bom, e que tal, correu tudo bem?

Eu: Sim, deu para descansar...

Eles: Para onde foste ?

Eu: Fui para a praia, dei uns passeios dos tristes pelas lojas, tratei duns assuntos pendentes..essas coisas. E dormi quanto quis!

Eles: .... (absorvendo).. sim, mas foste ONDE? Algarve ? Espanha? Brasil? Onde?

Eu : Ahhh (dissipada a loirice), não fui a lado nenhum, fiquei aqui pela terra.

Eles: Não foste a lado nenhum? Mas porquê????..

.........

Ora.. Eu não compreendo este espanto todo. Eu sei que a grande maioria dos portugueses até não sai de casa no período de férias, ou devido à escassez de recursos financeiros (estamos todos tesos, prontos), ou porque o/a cara-metade não tem férias na mesma altura, ou por outro motivo qualquer. Eu não fujo à regra..

O que eu não compreendo numa nova geração de Tugas, e acho verdadeiramente espantoso, é que, num país de pelintras, onde toda a gente se lamenta da crise, onde todos se queixam que o dinheiro não dá para nada, onde muita gente está a pagar prestações de casa, carro, mobília e electrodomésticos (tudo ao mesmo tempo), mesmo assim o tal "dinheiro que não dá para nada" ainda sobre para 15 dias no Algarve a custos exorbitantes.

O que acho ainda mais espantoso, é que o tal casal Nova-Era que já está a pagar as prestações da casa, carro, etc. etc. ainda tenha a falta de juízo necessária para pagar a viagem ao Brasil em 12 suaves prestações de 150 euros mensais..

Eu bem sei que vivemos na era do "Compre Agora e Pague Depois", e o cartão de crédito, para imensa gente foi a melhor invenção desde a roda ou o pão de forma fatiado, mas tudo tem limites. Andar a comer salsichas com massa todo o ano para poder viver à rica durante 1 semana não faz sentido nenhum.

escrevinhado por Mikas às 10:56

link do post | Diz-me o que pensas | ver comentários (3) | favorito

.subscrever feeds